Portfólio | Suítes Paulistanas | Música Clássica

Compositores
História da música
Instrumentos
Dicionário
Intérpretes
Clássicos populares
Sobre
Contato

 

Home » Música clássica » Compositores


Mili Alekseievitch Balakirev nasceu em Nijni-Novgorod, em 2 de janeiro de 1837. Autodidata, recebeu de sua mãe, as primeiras lições de música; depois, ainda quando estudante do Instituto Alexandrovsky da sua cidade natal, aperfeiçoou a sua educação musical na casa de um rico amador, A.D.Ubilichev (autor de obras sobre Mozart e Beethoven). Este mecenas abriu-lhe a sua importante biblioteca musical e contratou-o como assistente de um tal Eisrich, organizador dos seus concertos privados.

Três anos mais tarde (1855, Balakirev estudava então, matemática na universidade de Kazan), Ubilichev leva-o a São Petersburgo e apresenta-o a Glinka: a sua vocação para a música é certa. Em breve, começou uma importante carreira de pianista, conheceu Cui e Mussorgsky.

Fundou, em São Petersburgo, uma escola livre de música e, ao mesmo tempo, o Grupo dos Cinco (Cui, Borodin, Mussorgsky, Rimski-Korsakov e, Balakirev). Descobriu os tesouros do folclore russo (especialmente durante uma viagem ao Cáucaso); começou a edição completa das obras de Glinka; deu aulas, supervisionou o trabalho dos seus amigos compositores, organizou e dirigiu concertos, fundou associações, fez petições, etc.

A sua atividade abrandou devido a uma grave doença (encefalite?) cujas sequelas o acompanhariam durante toda a sua vida (enxaquecas, perturbações nervosas e psíquicas). Em 1883, foi nomeado diretor da capela imperial, tendo como assistente Rimski-Korsakov. Balakirev morreu em São Petersburgo, em 29 de maio de 1910.




O seu papel na fundação da escola musical russa é tão importante como o de Glinka. Exerceu uma considerável influência sobre todos os seus compatriotas músicos, devido ao seu entusiasmo, à sua dedicação e ao seu conhecimento, por um lado, do folclore russo e, por outro, das formas e dos estilos da Europa Ocidental.

Música sinfônica – 2 sinfonias, Abertura espanhola, Abertura tcheca, 2 poemas sinônicos (Rússia e Thamar), Abertura sobre três temas russos; música para piano: uma sonata, uma fantasia (Islamey), 3 noturnos, 7 mazurcas, 7 valsas, 3 scherzos e 2 concertos; música vocal – muitas melodias, coros, cânticos religiosos.


 Compositores (A-Z), Período, Países
 Cenários do Pós-Romantismo
 Compositores pós-românticos
 Compositores russos



Clássicos - albertoviana.net (2000-2013)